As consequências do coronavírus no mundo da moda

Paris em isolamento
Avenida Champs-Élysées com as lojas fechadas. Foto: Henri Garat / Ville de Paris. (Fotos Publicas).

Matheus Fayad (1º semestre)

O mundo está vivenciando um dos momentos mais delicados dos últimos anos com o novo coronavírus. Inúmeros mercados estão sofrendo com a pandemia e com a moda não é diferente. Fortemente afetada,
inúmeros eventos estão sendo cancelados, como as principais semanas de moda do mundo, inclusive o São Paulo Fashion Week, maior evento de moda do Brasil. Segundo um estudo divulgado pelo Instituto Altagamma, os prejuízos no setor podem chegar a 40 bilhões de euros.
Inúmeras grifes fecharam suas portas pelo mundo inteiro, por tempo indeterminado, além de adotarem novos formatos de e-commerce devido ao isolamento social. Grupos como a LVMH, Prada, Kering, entre outros estão produzindo álcool em gel, doando verbas e UTI’s como forma de ajuda e combate à Covid-19.
A pandemia está também afetando a forma como os indivíduos enxergam e consomem moda. De acordo com a jornalista de moda Andreia Meneguete, especializada em cultura material e consumo pela USP, o novo vírus vai mudar a forma de como os indivíduos valorizam a produção local e os processos autorais. De acordo com ela, a aderência de um comportamento de consumo novo não acontece de repente, mas, sim, com a mudança inicial de uma mentalidade frente ao que se deseja no todo.
Andreia ressalta também ser necessário lembrar que consumir moda está ligado ao âmbito psicológico e social de criar identidade sobre quem se é, além de ajudar indivíduos a se aproximarem de grupos que desejam fazer parte.
“A mudança de consumo vai existir naqueles que são mais conscientes com os macromovimentos sociais e globais, incialmente, e muitos vão continuar a consumir como antes. Vão mudar seu comportamento só quando houver uma mudança em massa”, afirma. Para ela, “uma coisa que já havíamos entendido é que os consumidores vão desejar consumir marcas mais transparentes nos processos de produção, na forma de como comunicam a sua essência em produtos e quais causas tais marcas assumem frente à sociedade. Há uma necessidade de viver um capitalismo consciente e não mais selvagem, então as marcas que entrarem nessa dinâmica e mostrarem isso ao consumidor serão mais bem avaliadas pela comunidade.”
Ainda não se sabe as reais consequências da pandemia no mercado da moda. O número de casos de Covid-19 no Brasil, até a data desta publicação, já passa de 25 mil casos confirmados e mais de 1500 mortes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s