E-commerce: Jovens empreendendo no mundo da moda

As novas marcas que escolhem usar a plataforma online estão representando uma nova tendência no Brasil.

O país registra as maiores taxas de crescimento em e-commerce no mundo, e segundo o relatório de Webshoppers n° 35, divulgado pelo Ebit (empresa de informações sobre varejo eletrônico nacional) fechou o ano de 2016 com o faturamento de R$ 44,4 bilhões, isto é, um crescimento 7,4% maior diante dos dados de 2015.

A facilidade de criar seu próprio negócio impulsiona uma onda de novas empresas originadas por jovens que confeccionam ou revendem mercadorias. Com os resultados positivos o ambiente se torna propício e meninas como Giovana Sinkevicius, dona da marca Sinks, e Isabela Caritá, proprietária da loja Isabela Caritá Brand.

Imagem do site

Estudante de administração, Giovana, de 19 anos, criou sua marca há quase dois anos e conta como surgiu a ideia. “Minha mãe tem uma loja de roupa. Um dia acompanhei uma reunião com os fornecedores, eles me propuseram criar uma marca e me trouxeram mercadoria”.  No início Giovana vendia via grupos do Facebook, quando viu o sucesso criou a página no Instagram e depois seu site. Apesar disso não se considera uma grande empreendedora, pois revende as peças e não desenha.

Imagem do site

Já Isabela, estudante do ensino médio, de 17 anos, disse que também entrou nesse meio por sugestão da mãe. Diferente de Giovana, ela se considera empreendedora da moda. “Mesmo estando só a dois anos no mercado, e de ter idealizado uma marca e a concretizado com tanto sucesso eu posso sim me considerar uma empreendedora da moda”, afirma.

Ambas contam que seus estilos pessoais refletem diretamente na marca. “Minha marca é a minha imagem, e minha marca sou eu”, exclama Isabela. A jovem empreendedora acrescenta que o jeito que confecciona seus produtos é influenciado pelo seu modo de pensar, agir e de ver o mundo.

As jovens consultam o Instagram. Giovana não tem costume de se basear em blogs, já Isabela consulta revistas e blogs de moda. Apesar das marcas estarem no começo do seu blog, ambas demonstram potencial para expandir e ganhar reconhecimento e visibilidade, conquistando cada vez mais um público maior.

Nesse outono/inverno as duas destacaram tendências que já estão tomando seu espaço no cenário da moda, Isabela aposta com todas as suas forças no veludo e diz que ele vai “bombar”. Já Giovana está inclinada para o verde militar e jaquetas no estilo bomber. As empreendedoras pretendem lançar essas tendências em suas próximas coleções na plataforma digital.

 

Bruna Ribeiro – 2º semestre

Júlia Salituro – 1º semestre