Já ouviu falar de análise cromática?

Descubra quais cores mais valorizam seu tom de pele

Você tem aquele batom preferido? Aquela roupa que te faz brilhar? Nada é por acaso. Algumas tonalidades podem realçar características mais marcantes e imperfeições apenas por combinar com sua cor. A análise cromática é o método de balanço do tom e subtom da pele em busca da cartela de cores que mais combinam com ela. A escolha pode disfarçar olheiras, rugas, ofuscar ou valorizar traços, por exemplo.

Esse método surgiu a partir da teoria de Color Key System – Sistema de Chaves de Cor – do artista Robert Dorr, este classificou os tons de pele em quente ou fria. Ele notou que as pessoas até poderiam usar todas as cores, mas uma parcela deveria optar por base amarelada e outra azulada, X. Conversamos com a consultora de imagem e linguagem corporal Tainá Alencar, que confirmou que o tom errado pode dar aparência cansada e envelhecer. “A forma mais fácil de evitar esse erro é conhecendo sua pele, através da análise cromática”, completa.

O reconhecimento de seu tom é imprescindível na descoberta de sua grade cromática. Entretanto, Tainá explica que 2/3 das pessoas não se encaixam na análise proposta por Dorr. “Assim criou-se um sistema que incorpora não só quente e frio, mas também oliva e neutro”, complementa.

É importante entender que os subtons frios englobam azuis e rosados. Já os quentes amarelados e alaranjados. As cores neutras são aquelas que resultam de uma mistura de cor quente com fria, como as cinzas e beges. E, por fim, os tons olivas sendo marrons e verdes.

Segundo a consultora de imagem, a melhor maneira de descobrir aonde você está na paleta é através da cor de suas veias. “Vá para um lugar com luz natural, afaste pulseiras e mangas coloridas e, se não conseguir de primeira, coloque uma superfície branca perto da pele”, explica Tainá. Identificar é muito fácil: Se elas são arroxeadas, o subtom é frio. Se são verde azuladas, o subtom é neutro. Se são amarronzadas, o subtom é quente. Se elas são esverdeadas, o seu subtom é oliva.

Imagem6.png

O reconhecimento de sua análise cromática a partir do método Sazonal expandido é o mais importante. A análise de cores é uma teoria que define 12 grupos diferentes de coloração, tendo como referência as quatro estações da natureza – primavera, verão, outono e inverno. A primavera contempla cores vibrantes e douradas. O verão, suaves e rosadas. Já o outono carrega cores profundas, terrosas e amareladas. Por fim, o inverno traz cores puras, azuladas e acinzentadas.

Para descobrir sua cartela, é só olhar na tabela abaixo:

Imagem8.png

Imagem9

Como é impossível criar um método que abranja todos os tipos de peles existentes no mundo, é possível que uma pessoa fique bem com mais de uma estação. Assim em alguns casos é necessário uma maior análise de gostos, entendo os prós e contras das cores em relação ao rosto da pessoa.

De toda forma, vale lembrar que esse é o resumo de uma análise cromática estacional. O melhor jeito de descobrir a sua cartela é através de uma Análise Cromática presencial com um profissional cursado.

Por Elora Janguiê
Editoras: Manuela Nogueira e Bruna Ribeiro